Richard Scholefield é Gerente Geral das Fazendas Whangara, com 8.500 hectares (21.000 acres), na costa leste da Ilha Norte da Nova Zelândia. Composta por três propriedades rurais de maoris que formaram uma parceria, as Fazendas Whangara são comandadas por um conselho de administração com representantes de cada um dos empreendimentos participantes. Scholefield e sua equipe administram 7.500 cabeças de gado bovino e 60.000 ovelhas.

A propriedade rural se concentra em implementar e investir em um Plano ambiental da terra de última geração, para proteger e melhorar seus recursos naturais, além de aprimorar a genética dos animais, otimizar a produtividade dos pastos com pasto rotacionado e dirigido e, ao mesmo tempo, promover avanços e melhorias na saúde e no bem-estar animal.

“Um elemento fundamental para ser um bom gerente de qualquer negócio é tratá-lo como se fosse seu, e é isso que fazemos nas Fazendas Whangara. A sustentabilidade é essencial para cada decisão que tomamos dentro de nosso negócio, e buscamos constantemente formas de melhorar. Estas terras estarão aqui para sempre e não podem ser vendidas. As decisões que tomamos hoje e a maneira como tratamos a terra vão afetar as futuras gerações.”

Richard Scholefield Gerente Geral, Fazendas Whangara

Richard Scholefield: Principais áreas da prática sustentável

Saúde e bem-estar animal

Saúde e bem-estar animal

Os planos de saúde animal são examinados anualmente, em conjunto com um veterinário externo, e formulados especificamente para cada grupo de animais. A fazenda também realiza testes de contagem de ovos fecais e eficácia da administração de líquidos a cada cinco anos, para determinar o tipo de líquido a utilizar, pois a resistência está se tornando mais desafiadora. Para os ovinos, usamos um vermífugo com três ativos; para os bovinos, com dois. Os bezerros recebem vacinação de cinco vias contra Clostridium e bolus de cobre.  O gado é vacinado contra diarreia viral bovina (BVD) e leptospirose.

  • A taxa de mortalidade total na propriedade atualmente é de 1,2%, e a meta é reduzi-la a 1%
  • A mortalidade de bezerros atualmente é de 1,6%, ante uma média de 6,4% no setor
Ler mais: Saúde e bem-estar animal
Solo

Solo

A propriedade rural aplica uma política de pasto rotacionado em toda a área de pastagem, que tem muitas vantagens em relação aos sistemas contínuo ou de percurso. O sistema envolve movimentar os animais ao longo de diversos pastos para combinar a disponibilidade de forragem e os requisitos de produção dos animais. Isso também beneficia os pastos, dando-lhes tempo para se recuperar, crescer novamente e tornar-se mais produtivas.

  • A propriedade rural apresentou um ganho de peso vivo de 88 kg por unidade pecuária acima da média nacional, com aumento da eficiência animal e redução do número de dias até o abate
  • Otimiza a ingesta de forragem do gado com base na condição física, à taxa de crescimento exigida e a disponibilidade de pastagens
  • Os pastos podem “descansar” e crescer novamente por até 50 dias, se necessário
  • A pastagem integrada (bovinos e ovinos) para limpar os pastos
Ler mais: Solo
Água

Água

Contar com sistemas de água em cochos em toda a propriedade tem sido uma alta prioridade. As Fazendas Whangara investiram pesadamente em uma infraestrutura de água encanada em torno de suas terras, para garantir que os animais tenham fácil acesso a água potável. Rejeitando os métodos tradicionais de oferecer água por meio de reservatórios ou lagos melhorou o acesso à água e sua qualidade para os animais e facilitou a gestão do pasto e do gado.

  • Um total de US$ 2 milhões investidos, com 30% de retorno sobre o investimento
  • Fácil acesso a água de qualidade para os animais
  • Melhoria da saúde e da produtividade animais
  • Possibilita a utilização plena da pasto rotacionada
Ler mais: Água
Biodiversidade e ecossistemas

Biodiversidade e ecossistemas

Os planos ambientais da terra (LEP) são a base da atual gestão da terra, além de definir objetivos ambientais claros e metas futuras. Os LEPs foram identificados como elemento essencial para o futuro da propriedade rural e do negócio, desempenhando uma função central em decisões operacionais e estratégicas.

  • Plantio dirigido de 3.500 árvores por ano em áreas sujeitas a risco de erosão
  • Construção de cercas em torno de todos os cursos d’água e afluentes para não permitir acesso aos animais
  • Retirada de 200 hectares de terras costeiras marginais
  • Combinar a categoria de terra disponível e o tipo de animal
Ler mais: Biodiversidade e ecossistemas
Avanço da agricultura economicamente viável

Avanço da agricultura economicamente viável

Software de apoio a decisões

A propriedade rural usa um software de apoio a decisões como ferramenta de suporte às decisões gerenciais e ao planejamento estratégico da capacidade de retenção de animais e estratégia de pasto. A propriedade rural obtém informações sobre as condições climáticas locais e a taxa de crescimento de grama atual e prevista. Com a adição de metas de peso e crescimento dos animais, é possível projetar o orçamento da alimentação do gado com 3–4 meses de antecedência.

  • Maximização da eficiência da alimentação dos pastos e dos animais em pastagem
  • Decisões de comercialização dos animais podem se fundamentar em análise e avaliação do crescimento previsto dos pastos versus as taxas de crescimento animal exigidas

 Benchmarking

Anualmente, os dados das Fazendas Whangara são comparados com os do banco de dados nacional da Beef + Lamb New Zealand para monitoramento do desempenho. Isso garante que a propriedade rural opere com eficiência e oferece oportunidades de identificação de áreas a ser melhoradas. Com o apoio da Beef + Lamb New Zealand e das Fazendas Silver Fern, as Fazendas Whangara testaram, em um plano-piloto, uma ferramenta que mede a sustentabilidade das propriedades rurais. O objetivo é dar visibilidade e transparência para o cliente, o que demonstra a sustentabilidade da carne bovina produzida. O modelo reflete as metas e aspiração das Fazendas Whangara e se impulsiona pela medição e emissão de relatórios na fazenda, permitindo um equilíbrio entre investimento, produção, eficiência e metas financeiras.

Melhoramento genético

As Fazendas Whangara operam uma propriedade rural integrada de reprodução e abate. Nos últimos cinco anos, a propriedade rural realizou inseminação artificial no gado e está voltada para seleção genética e melhoramento de valores e índices de criação. Há dez anos, o peso das vacas maduras era de 700 kg (1.540 lb), mas esse peso foi reduzido para 580 kg (1.280 lb). Isso reduz as exigências nutricionais da vaca, que, com tamanho menor, estraga menos os pastos nas temporadas úmidas. O objetivo é manter a condição física consistente para a produção de bezerros desmamados com peso vivo de 240 kg (530 lb).

  • Índice de parto de 92% para vacas de cria e 85% para novilhas
  • As taxas de concepção de novilhas melhoraram de 68% em 2007 para 94% em 2016
  • O intervalo entre partos, de 407 dias, era menor que a média nacional em 42 dias

(Dados de 2015/16)

Ler mais: Avanço da agricultura economicamente viável

Mais informações sobre o caso de Richard Scholefield nas Fazendas Whangara

Explore o estudo de caso, no qual você encontrará mais detalhes sobre como as Fazendas Whangara alinharam-se com importantes áreas de práticas sustentáveis do Programa Flagship Farmers [produtores pioneiros], o que levantamentos de terceiros revelam sobre as ações do produtor e como o aumento da sustentabilidade está beneficiando-o.

Baixar o estudo de caso completo (PDF, 1,6MB)

Kua mahi rawa nui Whangara pāmu kore ke te mahi i nui ake. Kua mahi matou rawa nui e kore i ki te mahi i nui ake.

Tradução:
As Fazendas Whangara fizeram demais para deixar de fazer mais. Chegamos longe demais para não ir além. 

“As Fazendas Whangara são muito mais do que duas palavras. São muito mais do que um lugar. As Fazendas Whangara estão vivas. Estão dentro do nosso coração. Um espaço intergeracional no qual nós, como guardiães, protegemos a riqueza da nossa terra. Nós nos dedicamos a oferecer produtos cárneos bovinos de qualidade e criamos um negócio com a mais alta consideração pela qualidade, pela longevidade e pela sustentabilidade.”

Ingrid Collins Presidente do Conselho das Fazendas Whangara e representante dos proprietários Maori

“Como Gerente Geral das Fazendas Whangara, Richard é movido por uma paixão por melhorar a propriedade rural, seus animais e o meio ambiente ao mesmo tempo em que gera valor para os 2.600 acionistas maori. Ele sabe que suas decisões gerenciais têm implicações de curto e longo prazos que, em última instância, influenciarão a sustentabilidade do negócio. O foco em melhorar o ambiente natural da propriedade se impulsionou pelos Planos de administração da terra, que funcionam como uma moldura em torno dos principais esforços a ser empreendidos e do investimento necessário. Um negócio rural que se impulsiona por uma ótima administração e investimento está proporcionando benefícios reais ao meio ambiente e seus animais, além de retorno econômico para seus acionistas.”

Luke McKelvie Gerente do programa de produtores rurais, McDonald’s Corporation